Imagem da postagem Durante visita oficial da presidência da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) ao Vaticano, em Roma, os bispos Dom Sérgio da Rocha, Dom Murilo Krieger e Dom Leonardo Steiner se encontraram com o Papa Francisco, no dia 20 de outubro, e na ocasião abordaram a questão de uma possível visita do Santo Padre ao Brasil em 2017. Mas, Francisco afirmou que não será possível a visita porque se dedicará mais às visitas Ad Limina,(visitas que os bispos de todo o mundo realizam ao Papa a cada 5 anos) no ano que vem.

O Cardeal Arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis, disse que o Papa Francisco já tinha acenado com a possibilidade de não vir a Aparecida, durante a inauguração do monumento à Nossa Senhora, nos Jardins do Vaticano, no último mês de setembro. “O Papa disse que fez essa promessa de vir ao Brasil em 2017, mas que diante das atuais circunstâncias ele iria examinar as possibilidades”.

Para Dom Damasceno, o motivo alegado pelo Papa para desistir da viagem é muito justo. “Ele quer se dedicar às visitas Ad Limina e essa é uma missão principal do Papa, ser sinal de unidade da Igreja. Então é mais do que justo o Papa querer dedicar tempo a esse seu trabalho fundamental e diminuir certamente as visitas longas em outros países”.

A expectativa para visita do Papa Francisco ao Brasil em 2017 começou em 2013 quando o Santo Padre esteve no país para a realização da Jornada Mundial da Juventude. Durante a viagem, o Papa esteve em Aparecida e, durante a visita ao Santuário Nacional, declarou que desejaria retornar à Casa da Mãe na ocasião das comemorações dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do rio Paraíba do Sul.

Andréa Moroni, com Portal A12.com
Foto: Thiago Leon