Imagem da postagem

Caros (as)  arquidiocesanos,  estamos  no Advento, tempo de preparação e reflexão sobre o verdadeiro significado do Natal.  Vivamos  a espiritualidade e a alegria do  Natal do Senhor. Vamos refletir sobre o espírito do Natal cristão.

 

- Natal cristão não é apenas um feriado. Deus quer aninhar-se em nossos corações, este é o melhor presépio. É hora de arrumar a casa interior.


- Natal é acolhimento.  Acolhamos o Menino-Deus, como também, as crianças e falemos de Deus para elas.


- Natal cristão consiste em cuidar não só da luz das casas, das ruas, lojas, coisa apreciada pelo comércio, mas da luz da fé. Jesus é o sol de nossas vidas. Iluminados pela luz de Cristo, sejamos astros e luzeiros da verdade e do amor.


- Natal requer silêncio. Vamos, pois, correr  menos  e escutar mais! É preciso parar! Em nossas correrias há muito engano, ambição e desilusões.


- Natal é ter cuidado no trânsito. Jamais dirigir alcoolizado. Respeitar as normas do trânsito e dirigir com responsabilidade e prudência, além de ser um dever do cidadão, é uma atitude cristã. Natal é a festa da vida. Vamos celebrar a vida.


- Natal é a celebração do perdão. Recuperemos, neste Natal, as amizades perdidas, através do perdão e da reconciliação.


- Natal consiste em exercer a hospitalidade. Chegam as visitas, os turistas, os mendigos, os pobres. Mais ainda, Deus  vem. É preciso abrir as portas, acolher, receber com amor e dedicação.


- Natal pede sobriedade nos enfeites, luzes, compras, presentes. Façamos o presente de nossa presença em casa, na Igreja, nos hospitais e presídios. Adornemos nosso coração com o enfeite das virtudes.


- Natal é amar os pobres. Procuremos perceber que Jesus nasceu pobre e se esconde na carne dos pobres, trabalhadores, doentes, pecadores. Tocar no pobre, no doente, no sofredor, é tocar na carne de Jesus, diz o Papa Francisco.

 

Enfim, Natal é a festa do amor, da solidariedade, da união. É a festa da paz!!

 

Feliz e Santo Natal a todos!

 

Dom Orlando Brandes

Arcebispo de Aparecida SP