Imagem da postagem

A Arquidiocese de Aparecida celebra no dia 6 de setembro, quinta-feira, os 100 anos do nascimento de Dom Geraldo Maria de Morais Penido. Para marcar a data, Dom Orlando Brandes presidirá a missa das 9h, no Santuário Nacional.

 

Dom Geraldo Maria de Morais Penido, 2º arcebispo de Aparecida, governou a arquidiocese de 1º de setembro de 1977 até 12 de julho de 1995.

 

Dom Geraldo

Dom Geraldo nasceu no município de Rio Manso (MG), localizado na região metropolitana de Belo Horizonte, no dia 6 de setembro de 1918.

 

Entrou para o Seminário de Belo Horizonte para os cursos de Filosofia; e estudou teologia em Roma, onde foi ordenado sacerdote no dia 4 de abril de 1942. Voltando para o Brasil, foi professor no Seminário de Belo Horizonte e pároco em Pará de Minas.

 

No dia 11 de maio de 1956, com apenas 37 anos de idade, foi nomeado auxiliar do então arcebispo de Belo Horizonte, Dom Antônio dos Santos Cabral. Seu lema episcopal foi “In lumine tuo” (Na tua luz), inspirado nas palavras do salmo: “Na tua luz, veremos a luz” (Sal 36,10).

 

No ano seguinte foi transferido para a Arquidiocese de Juiz de Fora, onde permaneceu até sua vinda para Aparecida, como administrador apostólico. Ele tornou-se arcebispo com o falecimento do primeiro Arcebispo, o Cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta.

 

Fatos significativos do ministério de Dom Geraldo como arcebispo de Aparecida:

 

** Recebeu o Papa João Paulo II, que consagrou a Basílica de Aparecida no dia 4 de julho de 1980.

 

** Em 1985, Aparecida foi a sede do XI Congresso Eucarístico Nacional.

 

** Fundou a Academia Marial de Aparecida, no dia 16 de julho de 1985.

 

No dia 18 de agosto de 1995, tomou posse o novo arcebispo de Aparecida, Dom Aloísio Cardeal Lorscheider, e Dom Geraldo passou a ser Arcebispo Emérito, continuando a viver em Aparecida até a morte, ocorrida no dia 15 de novembro de 2002.