Prédio do Bom Jesus em Aparecida

História da Arquidiocese de Aparecida


Ao longo da história do Brasil, uma série de atos e documentos foram criando e organizando a estrutura da Igreja no Brasil. As cidades que hoje compõem a Arquidiocese de Aparecida fizeram parte sucessivamente de diversas dioceses: São Salvador da Bahia, São Sebastião do Rio de Janeiro, São Paulo e Taubaté.

A Diocese de São Paulo foi elevada a categoria de Arquidiocese em 07 de junho de 1908 por decreto do Papa Pio X. Em 19 de abril de 1958, a Bula “Sacrorum Antistitum” comunicava que o Papa Pio XII criava a Arquidiocese de Aparecida, separando-a da Arquidiocese de São Paulo (cidade de Aparecida) e da Diocese de Taubaté (Guaratinguetá, Potim, Roseira, Lagoinha). Por sediar um santuário mariano, a cidade de Aparecida estava ligada a Arquidiocese de São Paulo mesmo depois da criação da Diocese de Taubaté.

Estabelecida a nova Arquidiocese, Dom Antonio Macedo, CSsR, bispo auxiliar de São Paulo e posteriormente Arcebispo Coadjutor de Aparecida, tomou iniciativas e medidas práticas para a instalação. Dia 29 de novembro de 1958, o Papa João XXIII, nomeou o Cardeal Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, Administrador Apostólico da nova Arquidiocese, tomando posse dia 08 de dezembro de 1958, dia em que a Arquidiocese foi instalada. Em abril de 1964, ele foi nomeado o primeiro Arcebispo de Aparecida, ficando no cargo até 1982.

Em 1978, Dom Geraldo Maria de Morais Penido é nomeado Administrador Apostólico com direito a sucessão. Em 1982, com a morte de Dom Carmelo, o Papa Paulo VI, nomeou Dom Geraldo para o cargo de Arcebispo, governando a Arquidiocese até o ano de 1995.

Com a renúncia de Dom Geraldo em 1995, assumiu o cargo nesse mesmo ano Dom Aloísio Cardeal Lorscheider, nomeado pelo Papa João Paulo II, permanecendo na arquidiocese até janeiro de 2004. No dia 25 de março de 2004, Dom Raymundo Damasceno Assis toma posse como arcebispo de Aparecida.

Com a renúncia de Dom Geraldo em 1995, assumiu o cargo nesse mesmo ano Dom Aloísio Cardeal Lorscheider, nomeado pelo Papa João Paulo II, permanecendo na arquidiocese até janeiro de 2004. No dia 25 de março de 2004, Dom Raymundo Damasceno Assis toma posse como arcebispo de Aparecida.